Hoje completo 2 semanas de meu landing e vou passar um pouco da impressão que tive até agora. Já conhecíamos Toronto, mas a visão que temos como turista, por mais que tenhamos vindo ao Canadá depois do início de nosso processo de imigração e, portanto, com olhar mais crítico que de um turista comum, acabamos não prestando atenção aos detalhes que só vemos com a rotina diária.

É claro que sabia que a diversidade cultural em Toronto era grande mas não tinha idéia que era tanto… Quando lemos que a população de Toronto é formada por 50% de imigrantes, acabamos supondo que os outros 50% são canadenses, quando na realidade temos os primeiros 50% de imigrantes recém chegados, que formam a primeira geração no país e os outros 50% são também imigrantes mas já de uma segunda ou terceira geração no país. Original mesmo, daqueles purinhos, não vejo nenhum. Só tem estrangeiro!

Uma coisa muito legal nisso é a quantidade de feições, línguas, roupas diferentes. A cada grupinho que passa você vê fisionomias diferentes, uma língua diferente, roupas diferentes, todos convivendo em harmonia. Uma coisa que percebi é que não importa se o cara está de terno rosa, tem cabelo laranja, usa turbante, ninguém parece se importar. É cada um na sua. No Brasil basta uma peça de roupa menos convencional para todos olharem pra você na rua e fazerem piada. Percebi um respeito muito grande à diversidade.

Outra coisa ótima pra quem é corajoso é a culinária. Temos um restaurante chinês, ao lado um indiano, um grego, um tailandês e um pizza hut. Tem de tudo por aqui, reflexo da população.

Um ponto crítico de toda essa diversidade sem dúvida são os sotaques. São indianos, chineses, iranianos, gente de todas as partes falando de formas completamente diferente uns dos outros. Até acostumar os ouvidos a coisa é bem complicada. Nós, mal ou bem, quando aprendemos o inglês tentamos imitar a pronúncia americana ou britânica, esses caras falam inglês como se estivessem falando a língua deles. Tem hora que realmente ficamos na dúvida se é inglês mesmo que eles estão falando. Um desses ao telefone? Que delícia! Ainda melhor… week vira veek, work vira vorrrrrrk e você que se vire pra entender.

Mas é uma experiência única que desejo a todos que nos lêem.

Um abraço.

Anúncios